terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Características de um Dominante bem sucedido (Autor:Raven Shadowborne; Tradução: Janus SW)





Eu gostaria de abrir o meu blog republicando um dos melhores textos sobre dominação que eu já li. Eu realmente acho que seria otimo se tanto Dons como subs conhecessem essas coisas. Isso evitaria tantas decepeções como as que temos visto por ai. O texto foi escrito pelo Raven Shadowborne e traduzido pelo Janus SW. A ambos os meus agradecimentos.




Gastei muito tempo discutindo com outros no meio o que faz um bom Dominante, o que distingue um Dominante verdadeiro de um jogador ou principiante. Li muito do material que me chega às mãos. Através dessas dicussões e pesquisas, consegui compilar a lista seguinte de características. Listei as que foram repetidamente ditas para mim, muitas das quais aparecem em todas as conversas sobre o assunto. Estive envolvida na maior parte dos escritos que li. Meu agradecimento de coração aos maravilhosos insights de Mistresslec, EZRiser e Magistar em particular. As palavras deles, insights e honestidade ajudaram-me a criar a lista tão concisa quanto pude.

ACEITAÇÃO


Aceitação de Si, do que há dentro de Si, do que são Suas buscas e Seus desejos. Aceitação de Suas limitações e do seu submisso. A habilidade de aceitar outros seres humanos e a pessoa que são, incluindo as limitações, e aceitando, especialmente, as Suas próprias. Aceitar o que a Dominação significa para o indivíduo e não sentir-Se envergonhado ou intimidado pelas próprias necessidades, mas sentir-Se feliz no padrão mental de Dominante.

COMUNICAÇÃO


É a habilidade de falar e discutir assuntos. É uma parte integrante de qualquer relacionamento, mas uma necessidade absoluta em uma relação D/s. Um Dominante deve ter habilidade em comunicar Suas necessidade, demandas, desejos, medos, pensamentos, limites ou o que quer que seja que venha junto. A habilidade para falar também tem relação com a hontestidade e confiabilidade do Dominante.

Uma vez que a comunicação é aberta, o Dominante deve mantê-La, ininterruptamente, de forma honesta. Não fazer isso significa ameaçar-Se fisicamente (por não dizer ao submisso Sua experiência e outras necessidades) e emocionalmente.

COMPAIXÃO


A habilidade de ver e, ao menos, tentar entender os aspectos emocionais da psique de Seu submisso. Entender e estar atento à multitude de coisas da realidade que podem afetar o submisso psiquica, emocional e mentalmente. Ser capaz de aplicar esse entendimento para muitas situações que aparecem na vida diária e possam impedir que Seu submisso o sirva com todo seu potencial. Usar a compaixão de modo sábio permite que ajude Seu submisso. Apoiá-lo durante os momentos de estresse mostra que você é verdadeiramente um Dominante formado, Aquele que percebe que tanto o Dominante quanto o submisso são, também, pessoas. Sem compaixão Você não é um Dominante, apenas um sádico.

CORTESIA

Esta característica é um tanto auto-explicativa, mas algumas pessoas me pediram para ser específica no aspecto cortesia. É a habilidade de usar as maneiras apropriadas, como o "por favor" e o "obrigado", e dirigir-se a alguém com um tom de voz respeitoso. Um Dominante deve mostrar cortesia com Seu/Sua submisso/a e outros submissos ao seu redor. Apenas por ser um Dominante não Lhe dá o direito de ser rude ou cruel. Isso inclui a cortesia com Seus pares.

ELEGÂNCIA

Elegância na maneira de um Dominante ao apresentar-Se é um elemento da personalidade importante e desejável que qualquer submisso diz preferir. O jeito do Dominante portar-Se, Seu estilo de “play”, não importa o quão “gráfico” possa parecer, deve fluir com estilo e elegância. Suas ações não devem ser hesitantes, lentas ou confusa. Se isso é falta de habilidade, o Dominante deve aprender e crescer em sua área.

DOMINÂNCIA

Essa é a característica mais importante em um Dominante, sua habilidade inerente e natural de liderar e exercer seu poder de uma maneira respeitosa, inteligente e humilde; a força de caráter que permite o exercício do controle necessário em um relacionamento de troca de poder; a habilidade de cuidar do outro como um ser completo.

HONESTIDADE

Pessoalmente, sinto que isso não deveria necessitar ser dito, mas há muitas pessoas cuja falta de honestidade faz com que isso tenha de ser dito. Honestidade é a habilidade de falar, de ser aberto e confiável no que você diz. Não esconda Suas emoções, medos, limites, fantasias, idéias e pensamentos. Não fale ao submisso o que ele/ela quer ouvir. Honestidade é a base para que se acredite, sem o que não há nenhuma credibilidade e, sem isso, não há nenhum relacionamento. Um Dominante bem sucedido é o honesto, que não mente e não tenta enganar, cuja fala é confiável. A coisa mais importante é ser honesto sobre Seu nível de experiência. Nesse aspecto, mentir é colocar em risco a vida de um submisso.

HUMILDADE

É basicamente a habilidade em ver-Se falível como uma pessoa, não apenas como um Dominador. Ver que algumas vezes, na realidade, Suas necessidades devem ser colocadas de lado a favor do relacionamento (possibilidade de desfazer um mal-entendido, colocar limites ou coisas dessa natureza). Um Dominador bem sucedido sabe que cometerá erros, que não é perfeito. Certamente tem orgulho de Suas habilidades mas também deve saber que todos crescem constantemente e que não precisam ser o centro das atenções o tempo todo. Isso permite ao Dominante ser aberto ao aprendizado de coisas novas e não ter uma atitude soberba.

Isso coloca em questão o “bullying”. “Bullying” é usar Seu status de Dominante para submeter sem qualquer preocupação com o bem-estar do bottom. “Bullying” é uma ação completamente egoísta. Um Dominante que constantemente comete “bullying” afastará os submissos de Si e perderá o respeito de Seus pares. Isso mostra uma falta de humildade e que pode mascarar, inclusive, uma baixa auto-estima ou um abusador usando o meio para esconder sua natureza.

INTELIGÊNCIA

Com o termo “inteligência” não me refiro a um conhecimento “enciclopédico” , a fazer equações matemáticas longuíssimas ou a montar e desmontar um computador. Aplicada a um Dominador bem sucedido, inteligência é a habilidade de aprender o próprio jeito de usar os “brinquedos” inerentes ao meio antes de usá-los em uma pessoa, a vontade e habilidade em pesquisar e aprender sobre o meio, de tomar decisões baseadas em informações sobre quais são Suas necessidade e como se ater à elas enquanto a “dominação” acontece. A habilidade de dedicar tempo de conhecer Seu parceiro fora dos papéis de Dominante e submisso, vê-la (o) como a pessoa que é, o que gosta e não gosta. A habilidade de aprender o que agrada Seu submisso e lembrar dessas coisas. O dominante não deve gastar seu tempo e inteligência para conhecer apenas ferramentas de dominação físicas mas também deve considerar as mentais, aliadas a alguns aspectos psicológicos básicos de Seus submissos . O conhecimento deve crescer assim como as pessoas mudam: constantemente. Não há nada mais medonho do que ver um Dominador ignorante tentando usar a humilhação como uma ferramenta de domínio. Humilhação é uma ferramenta difícil que requer maturidade, inteligência e habilidade.

LEALDADE

Essa é a característica mais importante em um Dominante. É a habilidade de manter Sua honra e manter-Se verdadeiro nos acordos com Seu submisso, como na questão da monogamia, por exemplo, ou qualquer outra. Deslealdade é muito pouco atraente para um Dominante e perigoso para o bem estar emocional dos submissos que O servem.

PACIÊNCIA

Um bom Dominante tem paciência, a habilidade de esperar pelas coisas. Ser apressado é pressionar, não dominar. Isso não significa que Você deva ser “leve e solto” mas aprender que há um tempo apropriado para exigir e o tempo inapropriado para tal. É também a habilidade de esperar por aquelas coisas que levam tempo para se desenvolverem e para aprender, especialmente com Você mesmo. Sabendo que leva tempo para um submisso aprender todo os “meandros” de servi-Lo, Você deverá ter paciência para ensinar ao submisso as Suas preferências.

ORGULHO

Essa é a habilidade de conhecer as Suas capacidades e perceber que Você não é apenas uma boa pessoa, mas um bom Dominante, reconhecendo Suas próprias fortalezas. Isso não significa que você deva fechar Sua mente para novas idéias, nem que deve descuidar-Se de Seus erros e ter um ego inflado. Orgulho de Sua dominação é uma bela coisa, arrogância e falso orgulho são mortais. O falso orgulho normalmente mascara inseguranças que podem ser ameaçadoras à vida de um submisso.

RESPEITO

Um Dominate bem sucedido deve mostrar respeito o tempo todo, inclusive no momento em que o submisso prova que ele/ela é indigno de tal respeito. Um Dominante desrespeitoso não ganha o respeito de Seus pares ou dos submissos à Sua volta. Respeitando os outros, conseguirá respeito para Si.

RESPONSABILIDADE

Um bom Dominante deve ter senso de responsabilidade e estar atento àqueles que controla na cena. Ele deve assumir essa responsabilidade seriamente e agir de forma que manterá a Si e o submisso tão seguros quanto possível. Um bom Dominante deve assumir a responsabilidade de Seus atos, mesmo admitindo que errou e não transferindo a culpa para alguém. Um bom Dominante deve usar Seu senso de responsabilidade para aprender antes de agir.

AUTO-CONTROLE

Um bom Dominante deve estar no controle de Si antes de controlar o outro , para que possa fazê-lo de modo seguro. Um bom Dominante não é aquele que tem um comportamento descontrolado, furioso e outras ações que mostram sua falta de auto-controle. Um Dominante deve ser capaz de manter Suas necessidades físicas em ordem para que a cena seja segura ao Seu submisso. Um bom Dominante deve também ter auto-controle para mostrar Suas “armas” quando confrontado com um sub iniciante, ou algo que seja novo e Ele saiba ser perigoso, ou do qual não tenha experiência.

AUTO-RESPEITO

Um bom Dominante Se valoriza e respeita Seus limites. Um sólido senso de valor próprio é necessário para um Dominador pois, sem este senso, pode causar sérios prejuízos para a psique do Seu submisso. Isso não significa agir como se Você fosse um presente do universo para a dominação.

SENSO DE SERVIR

É aplicável aos Dominantes, mas não do mesmo modo que aos submisso. Um Dominante serve Seu submisso através de Sua Dominação, por aplicar inteligentemente Sua natureza Dominante. Ao ir ao encontro das necessidades físicas e emocionais do submisso, o Dominante mutuamente serve o submisso. Um Dominante bem sucedido lembra-Se que, sem o submisso, não há nada a dominar e que receber a submissão de uma pessoa é um presente. O Dominante, por essa razão, cuidará desse presente e fará o Seu melhor para mantê-lo e não abusar dele. Essa é a chave de um relacionamento de troca de poder.

Essas são as características que tenho ouvido repetidamente para um Dominante bem sucedido. Muitos Deles adicionarão outras, que podem ser aplicadas em todos os relacionamentos - não apenas os D/s. Ouço-as também de muitos submissos, que as mencionam quando estão procurando um Dominante.

Nem todos trazem essas características dentro de Si e algumas podem ser aprendidas ,mas elas estão refletidas nos verdadeiros Dominantes. Essa lista pretende ser apenas uma ajuda e não um código estrito que estará regulando o que faz um Dominante.


NOTA DO TRADUTOR: Aqui o termo “submisso” é usado para designar tanto homens como mulheres.

(Tradução: Janus SW - Revisão: astharoth de Janus)

O material original é licenciado pela Criative Commons. É permitida a transcrição desde que citada a fonte. Não é permitido seu uso comercial e obras derivadas, exceto sob contato. E-mail: sw.janus@gmail.com

Some rights reserved.
You can copy with author´s metion. Forbidden commercial use and derivated works without previous authorization. It can be granted under an e-mail sent to sw.janus@gmail.com

6 comentários:

  1. Eu creio que Bons Dominadores são raros, mas existem sim. Tem de procurar!

    Bjs e obrigado por comentar.

    ResponderExcluir
  2. amei estar aqui. sempre a leitura nos faz conhecer mais e aprendi muito . vjs respeitosos
    lenka

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Master Sword of GOR,

    conhecendo o teu blog.

    Ainda que hoje em dia sejam raros os Dominadores que se encaixem nos adjetivos descritos neste excelente post, ELES existem com toda certeza.

    Tendo paciência, sabedoria e perspicácia, a submissa consegue acha-los.

    Gostaria de seguir o blog, com tua permissão.

    Abraços respeitosos,

    ÍsisdoJUN

    ResponderExcluir
  4. Cara isis

    Será uma honra. Seja sempre bem vinda!

    CSoG

    ResponderExcluir